Medo

por Henrique

O enterro do medo que volta a brotar

No esforço de fazer uma flor

Branca aberta

Querendo aninhar um céu todo

Um azul de grandes costas

Que afasta

Que apaga e acende nos trancos

Curtos

Circuitos.

Anúncios