Flor

por Henrique

As folhas de grama correram ao fundo
Queriam me apontar uma porta
No fim do jardim que eu criava
Havia o botão de uma flor

Quando vi já corria
Meus dedos
Na ponta dos pés
Sobre as pétalas
Enquanto sonhava com pólens
Em pleno voo

Apertei o centro daquela beleza
Como se fosse me abrir uma porta
E a procurei entreaberta
No meio das nuvens

Mas a flor estava morta
Não dura muito

Eu caia de novo no chão

Anúncios