Meus olhos de frente

aos muros

sobem prédios e cansam

por entre os carros

 

Cimento além dos olhos

cordilheiras que não existem

com centro em mim

 

Improváveis, ondas

de uma gota vontade de lá

em pé, sobre as montanhas

 

Sou miragem da miragem que vi

como mar e noite

 

Nas bordas do mundo, sim

existe uma cachoeira

e a terra pode escorrer infinito

 

Lá ou no tempo do corpo

uma vaga lembrança de aqui

 

Anúncios