São, Salvo.

Mês: novembro, 2012

Azulejos

 

Não consigo me trocar

esses azulejos

na medida em que envelhecem

e minha vã tentativa é de ficar

 

A árvore derruba o fruto

ao sabor

da morte a multiplicar

 

sou fortuito

 

coisa única tentando durar.

 

Anúncios

Porta

 

Faz tuas contas quando morre

da vida

uma coisa que some

 

Não há nada de novo em seu olho

agora que compreende

o que foi-se

no tempo que respirava

 

Vivemos

 

no espaço debruçado sobre ti

como se fosse uma porta

 

pra fora do mundo

 

que era.